Celepar sedia Maratona de Ciência de Dados em Curitiba

BLUEHACK_SESA_AGENCIADOESTADO
Durante dois dias ininterruptos, a Celepar estará sediando o primeiro Bluehack Curitiba com foco em ciência de dados e também o primeiro com a utilização de dados públicos. Será neste próximo final de semana, 2 e 3 de dezembro, em Curitiba.

A maratona intelectual que conta com a participação da Secretaria de Estado da Saúde (SESA) e da IBM, está voltada à obtenção de soluções e ideias que propiciem aprimoramento das políticas públicas da saúde no Estado.

Com base em dados oficiais que serão disponibilizados pela SESA, os participantes terão pela frente desafios específicos. Serão disponibilizados cinco tópicos para análise: de mortalidade materno e infantil (população de zero a um ano); de risco de doenças infectocontagiosas; da base de internações; da base de consultas de especialidades médicas; e de dados de mortalidade (violenta, cardiovasculares e neoplasias).

De acordo com o diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação da Celepar, Danilo Scalet, um dos coordenadores do Bluehack, a expectativa é que surjam ideias positivas para serem colocadas em prática na área da saúde. “No passado não tínhamos conhecimento científico e tecnologia suficientes para tratar os dados. Hoje é possível verificar qual a verdade que está dentro desses dados e, a partir disso, saber o que fazer através dessas descobertas”, disse ele, ao mesmo tempo em que informou que a divulgação externa dos resultados somente ocorrerá após autorização da Secretaria da Saúde.

Segurança

Os dados disponibilizados pela SESA são de propriedade da secretaria e serão cedidos aos participantes para o uso exclusivo no Bluehack. Somente os inscritos que estiverem participando presencialmente da maratona terão acesso às informações.

Os dados não identificam indivíduos, preservando o sigilo das informações. Além disso, todos os participantes deverão assinar o “Termo de uso dos dados”, que indicará a responsabilidade sobre a manipulação dos dados somente durante o Bluehack, salvo autorização por escrito da SESA para o prosseguimento da pesquisa.

Bluehack

O Bluehack é um grande desafio promovido pela IBM, em parceria com a Celepar e a Secretaria da Saúde. Trata-se de uma maratona tecnológica que irá reunir cientistas de dados, profissionais vinculados à saúde, programadores, desenvolvedores, designers e outros profissionais ligados ao desenvolvimento de soluções tecnológicas, como aplicativos web/mobile e hardware/ IOT, em um ambiente de criatividade e empreendedorismo.

A Celepar responde pela infraestrutura e a organização local do evento, a Secretaria da Saúde pelos dados oficiais do Estado e a IBM pela estrutura computacional, o método, o conjunto de softwares em nuvem para o tratamento dos dados, além de colocar à disposição a sua rede mundial de divulgação.

Nesta edição de Curitiba, o evento conta com o patrocínio da Celepar, Unimed e Positivo Tecnologia/Windows Pro.

Quem pode participar

O público alvo são cientistas de dados, estatísticos, estudantes de medicina, biomedicina, biotecnologia e tecnologia, desenvolvedores e profissionais ligados ao desenvolvimento de soluções tecnológicas na área da saúde.

Como participar

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até às 23h59 do dia 1 de dezembro pelo site www.blueopen.org/curitiba. Acesse o regulamento, saiba dos detalhes do Bluehack e participe.

Quando

Dias 2 e 3 de dezembro de 2017

Horário

Início às 09h00 do dia 2, sábado, até às 18h00 do dia 3, domingo.

Local

Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), Rua Nilo Peçanha, 732, Curitiba.

Comércio paranaense vai usar base de dados do Estado para consulta

Governador Beto Richa, assina contrato entre Celepar e ACP - Associação Comercial do Paraná, para prestação de serviço de identificação biográfica , com o diretor presidente da Celepar, Jacson Carvalho Leite e o presidente da ACP, Gláucio José Geara. Curitiba, 26/10/2017 Foto: Ricardo Almeida / ANPr

Governador Beto Richa, assina contrato entre Celepar e ACP – Associação Comercial do Paraná, para prestação de serviço de identificação biográfica , com o diretor presidente da Celepar, Jacson Carvalho Leite e o presidente da ACP, Gláucio José Geara.
Curitiba, 26/10/2017
Foto: Ricardo Almeida / ANPr

O Governo do Estado, por meio da Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), formalizou um termo de cooperação técnica que disponibiliza à Associação Comercial do Paraná (ACP) a base de dados do Estado. O sistema, além de ajudar a prevenir e diminuir as fraudes nas transações comerciais, facilita a vida do cidadão.

O contrato para a prestação do serviço de consulta biográfica foi assinado nesta quinta-feira (26), no Palácio Iguaçu, pelo governador Beto Richa e pelos presidentes da Celepar, Jacson Leite, e da ACP, Gláucio Geara. “É uma parceria inédita. O Paraná mais uma vez sai na frente com este serviço que deve se espalhar pelo Brasil”, afirmou Richa.

O sistema vai dar ao comerciante a possibilidade de, por meio de computador ou dispositivo móvel com acesso à internet, confrontar um documento apresentado pelo consumidor com as informações disponíveis nas bases oficiais do Governo do Estado – como Instituto de Identificação do Paraná e Detran-PR.

A solução, inédita no País, reduz significativamente a possibilidade de fraudes durante as transações comerciais, uma vez que a identificação do consumidor será precisa. Ao mesmo tempo a vida do cidadão será simplificada pela eliminação da necessidade de apresentar vários documentos para abrir um crediário, por exemplo. “É mais uma medida do nosso governo para proteger os comerciantes e os cidadãos. É possível sim combater a fraude e aumentar a segurança com uso da tecnologia da informação”, disse o governador.

Richa lembrou que, no início da semana, o Estado firmou contrato também com o Clube Atlético Paranaense para a prestação de serviço de biometria na Arena da Baixada. O sistema, também pioneiro, amplia a segurança nos estádios e grandes eventos ao permitir acesso à base de dados do governo.

24 HORAS – A Associação Comercial do Paraná vai disponibilizar o sistema, já nos próximos meses, para os 25 mil estabelecimentos associados. “É uma iniciativa inédita do governo que permite consultas e diminuir possíveis fraudes”, disse o presidente da entidade, Gláucio Geara. Pelo contrato, o serviço prestado pela Celepar garante o atendimento em período integral, 24 horas por dia, e nos 365 dias no ano.

Na prática, ao abrir a tela de consulta e informar o número do RG ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o comerciante vai acessar informações biográficas da pessoa pesquisada, como nome, filiação, data de nascimento, nacionalidade, naturalidade, entre outras, além da fotografia.

“O Governo do Estado fez grandes investimento em tecnologia de reconhecimento do cidadão. Esse trabalho evoluiu com o tempo e hoje permite uma maior segurança, seja nas transações comerciais ou em outras áreas”, disse o presidente da Celepar, Jacson Leite.

Hoje, a Celepar possui 8,6 milhões de pessoas cadastradas em seu banco de dados, o que representa quase 80% de toda a população do Estado. As informações da base de dados da entidade são alimentadas pela Secretaria de Segurança Pública, por meio do Instituto de Identificação do Paraná, e pelo Detran-PR.

App deixa cultura, arte e entretenimento mais próximos do cidadão paranaense

Como meio de aproximar o cidadão da cultura paranaense a Celepar, em parceria com o Governo do Estado, desenvolveu o aplicativo para smartphone Cultura Paraná. A solução permite que o cidadão fique por dentro dos acontecimentos do mundo da arte, cultura e entretenimento em cada município do estado. Cursos, shows, oficinas e teatros são alguns dos eventos divulgados pelo aplicativo.

Segundo a analista de sistemas Adriana Bevilacqua, a Celepar participou de todas as etapas do processo, desde a ideia até o desenvolvimento e gestão do sistema em si. “Começamos cadastrando os equipamentos (espaços culturais) e, em seguida, realizamos um levantamento com todos os espaços culturais os municípios e contatamos os prefeitos. Cada um recebeu um login e senha e ficaram responsáveis por cadastrar as programações em suas respectivas cidades. Para cada espaço cultural há um evento, elaboramos então uma agenda para cada local. Estamos pensando em melhorar o sistema e trazer novas funcionalidades, como o tour virtual e a agenda de atividades culturais”, completa Adriana.

O novo aplicativo, além de contar com a programação completa de eventos, oferece também informações a respeito dos espaços culturais, como museus, teatros, anfiteatros e bibliotecas. Ele também apresenta filtros específicos (por data, espaço e categoria) e sistema de mapa e GPS integrado.

Funcionalidades

O Cultura Paraná apresenta uma interface simples e se divide em três categorias: Eventos Culturais, a qual são mostradas as programações em si, Espaços Culturais, que diz respeito aos lugares cadastrados no aplicativo e o Mapa.

No aplicativo é possível selecionar uma cidade específica para pesquisar os eventos cadastrados na região, além de criar uma agenda pessoal, com os eventos e atividades salvas pelo próprio usuário. O aplicativo também apresenta a ação de enviar aviso de eventos para amigos ou grupos por meio das redes sociais.

Download

O aplicativo pode ser adquirido gratuitamente na Play Store (através desse site), para usuários do Android, e App Store, para usuários do iOS (através deste site). Basta apenas baixar para começar a usar.

Celepar recebe certificação internacional de segurança do Data Center

A conquista da certificação internacional “Tier III” que a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) obteve junto ao Uptime Institute, atestando o padrão de segurança do Data Center Corporativo do Governo do Paraná, recebeu uma placa com o selo constructed facility (simultaneamente sustentável) nesta terça-feira (24), durante a cerimônia de aniversário de 51 anos. O Data Center, inaugurado em 2013 pelo governador Beto Richa, é a mais importante obra da história da companhia, pioneira entre as empresas brasileiras de informática pública.

A certificação, como explicou o presidente Jacson Carvalho Leite, demonstra que o projeto, desde sua concepção, execução e entrada em operação, foi tratado dentro de critérios que permitiram a certificação, “do mais moderno data center público do país”. O selo, segundo Leite, reflete o alto grau segurança do processo de armazenamento e tratamento dos dados do Governo do Estado e dos cidadãos paranaenses, que ocorre por meio de mais de 900 sistemas que rodam nos computadores da companhia.

Modernização

O governador Beto Richa foi representado na cerimônia pelo chefe da Casa Civil e presidente do Conselho de Administração da Celepar, Eduardo Sciarra, que destacou o papel fundamental da empresa na modernização da gestão do Estado. Ele lembrou, entre outros exemplos, o término das filas de caminhões no Porto de Paranaguá, a Delegacia Eletrônica e o Boletim de Acidentes de Trânsito Eletrônico Unificado (Bateu), soluções que facilitam a vida do cidadão e que foram desenvolvidas pela companhia.

Ainda na linha de modernização dos serviços públicos, Sciarra citou o Detran Fácil, portal que evita que usuários gastem horas preciosas na espera por atendimento no balcão do órgão, além dos cases de Business Intelligence (BI), hoje em número superior a 500, importante suporte aos gestores na tomada de decisões e controle dos recursos públicos. Como destacou o chefe da Casa Civil, as áreas de saúde e educação, duas das grandes prioridades deste governo, também avançam em razão do trabalho conjunto com a Celepar no desenvolvimento de soluções tecnológicas.

Sciarra destacou outros dois fatos que, na visão dele, marcam também de forma positiva os 51 anos, como a atuação da Celepar junto aos municípios paranaenses, por meio de um cardápio de sistemas à disposição das prefeituras, e o prestígio da companhia que ultrapassa fronteiras, permitindo que soluções em tecnologia desenvolvidas no Paraná ajudem administradores públicos pelo Brasil afora.

“Hoje, o governo eletrônico é uma realidade graças ao esforço dos colaboradores da empresa e de investimentos substanciais autorizados pelo governador Beto Richa, um entusiasta da tecnologia a favor da sociedade. Tudo isso é motivo de orgulho. Orgulhem-se de tudo que estão fazendo e sigam nesta trajetória vitoriosa da Celepar”, finalizou Eduardo Sciarra.

Tier III

A certificação é um processo de auditoria por um órgão competente internacional que atesta que o projeto e as instalações atendem a padrões de disponibilidade para o ambiente, de forma a garantir, em nível de infraestrutura, os serviços prestados pelo centro de dados. “Uptime” pode ser traduzido em português para algo como “tempo em atividade”. É a quantidade de tempo que um sistema de computador está ligado e desempenhando atividades sem descontinuidade deste estado de operação, ou seja, de forma ininterrupta.

As classificações “Tier”, de I a IV, foram criadas para descrever, de modo consistente, o nível de exigência requerida de infraestrutura local destinada a manter um data center. A classificação III, de acordo com a norma, é uma das mais completas, com apenas 10 empresas nacionais certificadas, das quais duas públicas, o Tribunal de Justiça do Espírito Santo e agora a Celepar. E o nível IV só foi conquistado por um banco privado no Brasil.

Para a Celepar, como lembrou Jacson Leite, a importância de uma certificação do novo ambiente de data center em critérios de desempenho padrão “Tier” é garantir ao Governo do Estado e à população um elevado nível de disponibilidade da infraestrutura na prestação dos serviços. Desde 1993 o Uptime Institute é um consórcio de empresas que presta consultoria e serviços, incluindo seus sistemas de certificações em camadas padrões “Tier” de data centers.

Data Center

Nesta gestão, a Celepar executou o maior projeto de modernização de toda sua história de 51 anos. A companhia construiu um centro de dados que opera ininterruptamente 24 horas ao dia – uma sala cofre segura – no qual estão armazenados os dados do Governo do Estado e do cidadão paranaense.

O ambiente, inaugurado em 2013 pelo governador Beto Richa, conta com 270 m2, incluindo uma área principal e uma área exclusiva para serviços de certificação digital. Algumas das vantagens: segurança física, controle da umidade e da temperatura, acesso restrito, detecção e combate automático de incêndio, monitoramento eletrônico e redundância de comunicação. Equipamentos de alta tecnologia e geradores próprios de energia determinam a segurança da informação e a alta disponibilidade dos serviços prestados pela Celepar aos órgãos da administração estadual.

Revolução Digital

Na manhã de hoje (24), em reunião presidida pelo diretor geral da Casa Civil, Alexandre Teixeira, realizada no Gabinete de Gestão e Informações (GGI), no Palácio Iguaçu, com a presença da diretoria da Celepar e de diretores gerais da secretariais, ocorreu a palestra Revolução Digital, com o vice-presidente da área de pesquisas do Gartner Group, Álvaro Mello. O evento também integrou as comemorações dos 51 anos da empresa.

Dentre os temas abordados, estavam tendências tecnológicas, orientações para tomadas de decisão em companhias privadas e, principalmente, a preparação para a internet das coisas, bem como a aplicação da mesma em modelo de negócios. “Quando uma empresa financeira oferece seguro com um dispositivo de monitoramento de seu carro, isso já é um cenário de negócio digital. A palestra aponta o que isso significa para diversos setores empresariais, não há o certo ou o errado, e sim, a experimentação,” afirmou Mello.

A principal mensagem, como deixou claro Mello, é que a nova realidade requer experimentação diante das incertezas. Isso, segundo ele, exige mudança de governança e tolerância de erros. A mesma palestra foi ministrada no início da tarde de hoje (24) aos empregados da companhia.

Álvaro Mello agradeceu o convite para realizar a palestras. “Além de parabenizar a companhia, que já possui uma história de sucesso e emprego de inovação, desejo que a experiência tenha continuidade e seja perpetuada”.

Celepar Cidadã

Dentro da programação de aniversário, a empresa realizou ainda um curso de acesso à internet e redes sociais, destinado aos terceirizados. Durante seis dias e com duração de duas horas diária, de 16 a 23 de novembro, um grupo de 20 pessoas parou para ter, em sua quase totalidade, o primeiro contato com o computador e com o universo da internet.

É o caso de Lilian Fernandes que, em nome da turma, participou da solenidade de 51 anos. Ela recebeu o certificado das mãos do presidente Jacson Carvalho Leite. “O curso foi muito bom, os professores também. É um privilégio representar o grupo de terceirizados, agradeço esta oportunidade dada pela empresa”, disse ela.

A capacitação gratuita já atendeu uma população de mais de duas mil pessoas com idade superior a 60 anos em Curitiba e em 30 cidades do interior do Paraná, dentro do programa de inclusão social da pessoa idosa coordenado pela companhia, somente nestes dois últimos anos.

Em parceria com os municípios, são realizados cursos de 12 horas/aula, nos quais os alunos aprendem noções básicas do computador, com ênfase na navegação pelo universo virtual. Cada participante cria seu endereço eletrônico e seu perfil nas redes sociais.

Homenagem aos empregados

Um momento importante da cerimônia foi a homenagem aos empregados da Celepar, simbolizada na entrega de uma placa comemorativa pelo presidente Jacson Leite à empregada mais antiga Shiguemi Tsutiya, que completou 49 anos de serviços prestados. “A Celepar é a minha segunda casa. Só tenho a agradecer tudo o que ela me proporcionou e ainda proporciona, inclusive com o incentivo ao estudo. Vi de perto todo o crescimento dela, me sinto muito bem aqui”, declarou Shiguemi.

Mais de 40 empregados foram homenageados, dentre eles o diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação, Danilo Scalet, que completou 35 anos. “Minha história na companhia é uma experiência de vida importante. Não me esqueço do primeiro dia na empresa, foi também o dia do nascimento da minha filha, um duplo nascimento. São 35 anos que me permitiram amadurecer profissional e pessoalmente. Afinal, esses anos tiveram uma influência muito grande também na minha vida familiar. Passei por múltiplas tarefas aqui dentro e considero a Celepar uma empresa de oportunidades”, ressaltou o diretor.

“Hoje, o governo funciona através dos serviços da Celepar e esse é a maior conquista que posso dizer que tivemos: manter o espaço e a credibilidade através da boa prestação de serviços. É uma conquista da empresa e das pessoas que por aqui passaram e deixaram a história da Celepar muito mais rica”, completou Scalet.

Depoimentos

“Tenho orgulho de estar há 15 anos na Celepar. Trabalhei em diversas áreas e isso me permitiu ter uma visão mais abrangente do funcionamento da empresa, dos processos, do todo. Aqui fiz muitos amigos, construí minha base profissional.15 anos é muito tempo! São muitas histórias, muitas emoções”.

Gilsemara Priandi, 15 anos de Celepar.

“Foram 15 anos de muitas experiências! Algumas boas…. algumas ruins…, mas que com certeza foram muito proveitosas! Pode-se comparar todo esse tempo com um relacionamento duradouro, um relacionamento de confiança e desconfiança! Vi muita gente passar por aqui e deixar seu rastro…. às vezes bom, para ser seguido…. e as vezes ruim… para ser esquecido… ou ao menos deixado num canto qualquer…Celepar e eu fomos e ainda somos parceiros…. com muitos percalços… mas com a esperança de que com a ajuda mútua tudo poderá e irá melhorar! Agradeço a Celepar por ter me acolhido… e que ela continue acolhendo os muitos que ainda virão”.

Laércio Toaldo, 15 anos de Celepar.

“Nos dias de hoje, acho que poucas pessoas completariam 25 anos de casa. É uma emoção muito boa, pois tudo o que tenho vem do meu trabalho, sempre contando com a Celepar”.

Eliana Teresinha dos Santos, 25 anos de Celepar.

“Não vi todo esse tempo passar, a Celepar sempre foi e sempre será a extensão da minha casa. Me sinto extremamente realizada”.

Beatriz Alcântara, 30 anos de Celepar.

“São 30 anos de dedicação, vestindo a camisa desta maravilhosa empresa”.

Denis Orlei Moro Junior, 30 anos de Celepar

“Numa trajetória tão longa, não é possível afirmar que tudo foram flores. Com certeza muitas pedras tiveram que ser retiradas ou contornadas.
Mas durante 35 anos, acreditei nesta empresa como base para meu sustento e dos meus filhos, me dando condições plenas de me realizar como profissional e como ser humano. E agora, olhando para trás, contando mais flores do que pedras, vejo que valeu a pena seguir por este caminho, que é parte mais importante da jornada de nossa vida…”.

Tânia Volkmann, 35 anos de Celepar.

“É uma soma de conhecimento geral, já estive em vários setores e me fixei na COSAD. Me sinto muito bem aqui”.

Josué Machado, 40 anos de Celepar.

Consumidor ganha Procon em Números, sistema de informações para consultar empresas

O Procon-PR em Números é um case de Business Intelligence (BI) desenvolvido pela Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos e Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná – Celepar. A plataforma de informações vai melhorar a relação entre consumidores e empresas ao disponibilizar informações atualizadas e as mais diversas análises a respeito das reclamações da população e do comportamento do fornecedor no mercado de consumo. “A população vai poder consultar se uma empresa tem algum tipo de reclamação antes de fazer uma compra. Depois, se já realizou a compra e teve problemas, também poderá saber se o fornecedor soluciona os casos”, disse Claudia Silvano, diretora Procon-PR.

Transparência

O sistema permite acompanhar diariamente reclamações da população, além do comportamento dos fornecedores de produtos e serviços. O sistema reúne todos os registros desde 2013. “Os próprios usuários dos serviços públicos vão usar a ferramenta para extrair os dados que precisam. Ela vai ajudar o cidadão nas suas escolhas em relação aos prestadores de serviços e com base nessa transparência é possível diminuir o número de reclamações e dar maior rapidez ao atendimento”, explica a secretária da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Maria Tereza Uille Gomes.

Para o presidente da Celepar, Jacson Carvalho Leite, as soluções de tecnologia da informação e comunicação trazem agilidade e modernidade à gestão pública, além de medir a qualidade do serviço público prestado ao cidadão. “O BI é uma ferramenta eficaz e segura, ao mesmo tempo que disponibiliza dados à população, traz informações atualizadas em tempo real aos gestores públicos”.

Os dados ajudam na formulação de políticas públicas. No atendimento preferencial, 70.440 idosos procuraram o Procon desde 2013. Para atender o público desta faixa etária, o Procon, em parceria com a Escola de Educação em Direitos Humanos do Paraná, promoveu no ano passado duas palestras sobre direitos do consumidor para idosos, abordando os principais direitos do consumidor estabelecidos no Código de Defesa do Consumidor e outras legislações pertinentes, apresentando exemplos dos principais problemas de consumo.

Alguns dados disponíveis no Procon-PR em Números

De 2013 até agora, o Procon realizou 177.504 mil atendimentos.

As mulheres representaram 101.278 atendimentos (57,06%). Os homens representaram 76.224 (42,94%).

A maior procura está na faixa etária entre 31 e 40 anos.

No atendimento preferencial, 70.440 idosos procuraram o Procon neste período.

Acesso

Para acessar este serviço, basta clicar no banner Procon-PR em Números disponibilizado nos portais da SEJU (www.justica.pr.gov.br) e do Procon-PR (www.procon.pr.gov.br).

Fonte: Celepar

Paraná lança a Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica

Foto: Secretaria da Fazenda do Paraná

Redução de custos, segurança, agilidade e controle fiscal em tempo real na hora das compras para beneficiar consumidores, comerciantes e a Receita Estadual são as principais vantagens da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e) paranaense, lançada nesta terça-feira (18), em Curitiba.

A NFC-e está em processo de implantação em todo o país, em substituição ao documento em papel. No Paraná, coordenam o projeto da Nota Fiscal Eletrônica a Secretaria da Fazenda e a Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar). Já estão aptas a emitir a nota eletrônica no Estado 68 empresas, que representam 91 estabelecimentos em Curitiba e no interior.

“A adesão do Paraná à NFC-e é um grande avanço. É o fechamento de um ciclo que vem ocorrendo para desburocratização e simplificação dos procedimentos com mercadorias”, afirmou o diretor da Receita Estadual, José Aparecido Valêncio, que representou o secretário estadual da Fazenda, Luiz Eduardo Sebastiani.

“O padrão adotado pelo Estado neste projeto quebra paradigmas na gestão pública, permitindo ao gestor, ao mesmo tempo, o acompanhamento das ações e a tomada de decisão através de indicadores estratégicos disponibilizados pela companhia”, disse o presidente da Celepar, Jacson Carvalho Leite.

O secretário estadual da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Horário Monteschio, disse que Governo do Estado vem facilitando a vida dos empresários e citou como exemplos a simplificação na abertura de empresas, o programa de incentivos fiscais Paraná Competitivo e, agora, a nota eletrônica. “O Paraná tem hoje o melhor ambiente para instalação de micro e pequenas empresas no país”.

O auditor da Secretaria da Fazenda da Bahia, Eudaldo Almeida de Jesus, destacou que o Brasil é um dos países mais avançados e eficientes em documentos eletrônicos. “A NFC-e reduz custos e torna o cidadão também um fiscal, além de reduzir o impacto no meio ambiente com o uso cada vez menor de papel”, acrescentou.

O auditor da Secretaria da Fazenda de São Paulo, Newton Oller de Mello, líder nacional do Programa NFC-e, citou os principais benefícios da nota fiscal eletrônica – a simplificação do processo de compras, o apelo ecológico, o controle fiscal em tempo real e a possibilidade de o consumidor verificar a validade e autenticidade da NFC-e, além de receber o documento no seu dispositivo móvel, como smartphone ou tablet.

A auditora da Receita Estadual Lucianara Nehls, que coordena o projeto da NFC-e no Paraná, também participou do evento.

REVOLUÇÃO – A Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica é um documento fiscal eletrônico emitido nas operações comerciais de venda presencial ou com entrega em domicílio, para o consumidor final – pessoa física ou jurídica – em operação no Estado, sem possibilidade de geração de crédito de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) ao adquirente.

A NFC-e propõe uma verdadeira revolução no varejo brasileiro ao mudar todo o ato da compra, proporcionando maior agilidade ao processo e mais segurança ao comerciante varejista, ao consumidor e ao fisco estadual.

Para o comerciante, a NFC-e reduz custos operacionais, entre eles a possibilidade de utilizar equipamentos mais simples e a flexibilidade de aumentar e diminuir a quantidade de caixas de acordo com a demanda do dia.

Para o consumidor, traz segurança porque no momento da compra ele pode verificar a validade e autenticidade da NFC-e e ter a comodidade de receber o documento no seu dispositivo móvel, como smartphone ou tablet.

Para o fisco estadual, a nota eletrônica possibilita acesso à informação em tempo real, desburocratizando a relação fisco/contribuinte e reduzindo o custo Brasil com a simplificação dos processos.

PROJETO-PILOTO – O Paraná implantou em agosto de 2014 o Projeto Piloto Estadual da NFC-e, composto de dois ambientes: um de homologação, disponibilizado no dia 27 de agosto, destinado para testes de emissão de NFC-e, e outro de produção, que passou a valer no dia 4 deste mês, para emissão de NFC-e com validade jurídica.

Atualmente, 68 empresas que atuam no comércio do varejo participam do projeto-piloto e emitem, juntas, em torno de 650 NFC-e por dia. O projeto-piloto será mantido até início de 2015. Depois, será aberto à participação de todas as empresas do comércio varejista por adesão voluntária.

Os contribuintes que quiserem participar do projeto-piloto NFC-e do Paraná podem entrar em contato com a Receita Estadual, no SAC – Serviço de Atendimento ao Cidadão, Curitiba e Região Metropolitana, pelo telefone (41) 3200-5009 (ligação local). Para outras localidades o número é 0800 41 1528 (ligação gratuita). O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

SAIBA MAIS – Com o uso da NFC-e é possível dispensar a impressão do documento. Caso o consumidor queira solicitar a impressão, a nota eletrônica será representada pelo Danfe NFC-e (Documento Auxiliar de Nota Fiscal), na forma completa, com o detalhe da venda, ou resumida, somente com os valores totais da venda.

A NFC-e é emitida e armazenada eletronicamente, com existência apenas digital. A validade jurídica é garantida pela assinatura digital do emitente e pela Autorização de Uso concedida pelo Fisco. A nota é emitida pelo comerciante que utiliza um aplicativo emissor, que deve ser instalado nos computadores da empresa.

Após ser preenchida e assinada eletronicamente, a NFC-e é transmitida pela internet para a Secretaria Estadual da Fazenda, que em fração de segundos verifica a autenticidade do documento e a consistência das informações.

Se não houver nenhum erro, a Secretaria da Fazenda autoriza a NFC-e, fornecendo o respectivo número de protocolo para o comerciante. Só pós a autorização é que o comerciante poderá entregar o Danfe NFC-e ao consumidor.

O consumidor poderá consultar a NFC-e pelo site www.fazenda.pr.gov.br, clicando em “Serviços Rápidos”, pela digitação dos 44 caracteres numéricos da chave de acesso, ou via leitura do QR Code, utilizando aplicativos gratuitos de leitura de QR Code, disponíveis em dispositivos móveis, como smartphone e tablet. A chave de acesso e o QR Code constam no Danfe NFC-e.

Fonte: Governo do Paraná

Celepar lança loja virtual

Em parceria com a Secretaria para Assuntos Estratégicos, a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná, lançou a Loja da Celepar, portal que apresenta soluções de TIC às prefeituras paranaenses, com base em políticas públicas implantadas pelo Governo do Estado. O objetivo, como explicou o presidente Jacson Carvalho Leite, é o de contribuir com a melhoria contínua nos índices de evolução da gestão municipal.

O Paraná é o primeiro estado a ofertar, por meio de sua empresa estadual de TIC, aplicativos aos municípios através de uma loja virtual. A implantação destes sistemas, além de permitir a racionalização de custos, possibilita ainda um maior relacionamento da prefeitura com o cidadão pelo fornecimento de serviços públicos mais eficazes.

Presidente do Conselho de Administração da Celepar, a secretária para Assuntos Estratégicos, Clecy Amadori, ressaltou que a loja é um marco para a companhia que, a partir de agora, passa a atuar de forma mais efetiva na modernização da gestão dos municípios paranaenses, principalmente nos de pequeno porte, que são os apresentam maiores dificuldades em acompanhar a rápida evolução que se processa na área tecnológica. Ela citou também dois projetos da secretaria voltados aos municípios, o Espaço Cidadão e o Rede 399, que contam com a participação direta da Celepar.

Falando em nome dos prefeitos presentes no evento realizado na tarde de ontem (21), no Gabinete de Gestão e Informações (GGI), no Palácio Iguaçu, Luiz Carlos Setim, prefeito de São José dos Pinhais, município já atendido por soluções desenvolvidas pela empresa, disse que os administradores municipais precisam de ferramentas modernas voltadas à execução de uma gestão que atenda as expectativas dos cidadãos. “Os produtos que a Celepar está apresentando vêm ao encontro da necessidade da grande maioria dos prefeitos”, comentou.

A loja virtual, como explicou o presidente Jacson Leite, é fruto dos mais de 900 aplicativos desenvolvidos pela Celepar à administração estadual, secretarias e vinculadas, “soluções construídas com o princípio de melhorar a qualidade dos serviços públicos ofertados à sociedade”. O dirigente lembrou ainda que o lançamento integra a programação de 50 anos da companhia, cujo aniversário será comemorado em novembro próximo.

Primeira versão

Nesta versão inicial, a Loja da Celepar oferece 19 produtos em diversas áreas de governo, como saúde, administração, transporte, educação e gestão. São eles: portal de transparência, pesquisa online, informações municipais, plano plurianual, manutenção de veículos, ouvidoria, agenda e relacionamento, gestão documental, expresso, ensino a distância, gestor de sites, prefeituras 156, infração de trânsito, informações estratégicas, rede social, sms, gestão hospitalar, data center e rede399.

Atualmente, cerca de 70 prefeituras paranaenses já utilizam soluções desenvolvidas pela Celepar, principalmente os sistemas de gestão de trânsito, ouvidoria, plano plurianual e manutenção de veículos. Com a entrada em operação da loja virtual, a expectativa da companhia, como informou o assessor de mercado, Elcio Marcowcz, é ampliar este número para mais de 100 municípios atendidos até o final deste ano.

Para conhecer a loja virtual, as equipes de tecnologia da informação e comunicação das prefeituras, bem como os demais interessados, devem acessar www.lojadacelepar.pr.gov.br, endereço eletrônico que contém os produtos ofertados, com destaque ao objetivo, funcionalidades, vantagens e preço de cada solução, além dos passos para o atendimento da solicitação pela área de mercado da Celepar.

Veja os produtos da loja virtual.

Fonte: Celepar

Primeiro módulo do Programa TI de Impacto da Softex em Curitiba

Começou hoje, 24, em Curitiba, o primeiro módulo do treinamento do TI de Impacto – Programa de Capacitação Empresarial para o Desenvolvimento da Estratégia de Inovação da Softex, que prosseguirá até sábado, dia 26. Seu objetivo é impulsionar o desenvolvimento e a implementação da estratégia da inovação contínua nas empresas que compoem a indústria brasileira de software e serviços de TI (IBSS) – as startups, as de pequeno, médio e grande porte.

Para a sua realização, a iniciativa conta com a parceria do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e com o apoio do Centro Internacional de Tecnologia de Software (CITS), Agente Softex em Curitiba.

Com duração total de 80 horas de treinamento e 30 horas de orientação empresarial, a meta do TI de Impacto é capacitar, até o mês de dezembro, 45 companhias – 15 em São Paulo, 15 em Curitiba e 15 no Recife – a desenvolverem suas estratégias de inovação. Nove empresas serão selecionadas para a etapa internacional, que inclui orientação empresarial; visitas a empresas e instituições em São Francisco e no Vale do Silício nos Estados Unidos; e convites de acesso ao Gartner Symposium/ITXpo 2014, considerado o maior e o mais importante encontro anual de chief information officers (CIOs) e de líderes da indústria mundial de TI. Na volta ao Brasil, elas receberão mais 30 horas de orientação empresarial (24 nacional e 6 internacional) para refinar a estratégia desenvolvida e preparar a sua implementação.

São as seguintes as 15 empresas participantes do TI de Impacto na região Sul: ACCION, Elotech, Ideia no Ar, NS2E, Qualityfocus, ITSOFTIN, Fleety Mobilidade, Sisteplan, Snowman, Process Informática, Systempo, IT7 Sistemas, EasyOne, ICI e CELEPAR.

A programação deste primeiro módulo de treinamento alinhará o conceito de inovação para todos os participantes e dará um choque de realidade sobre a importância da inovação para as organizações e sobre a necessidade de se pensar a companhia de forma global. Durante seus três dias de duração, os participantes identificarão o status atual da empresa no âmbito da inovação e a sua posição no cenário global, incluindo a apresentação de casos de sucesso.

Diônes Lima, gerente de Inovação e Empreendedorismo da Softex, ressalta que “o programa permitirá aos participantes criar um framework para a construção de uma estratégia de inovação em sua organização; possibilitará o emprego de ferramentas para a geração de ideias, validação de hipóteses, priorização de oportunidades e do trabalho em rede; e auxiliará na elaboração de um plano de negócios inovador para a atração de capital”.

O segundo módulo do TI de Impacto será realizado de 7 a 9 de agosto. Para informações adicionais sobre o programa visite: http://www.softex.br/ti-de-impacto/

Brasil cai no ranking de inovação – Por seu dinamismo característico, o setor de software e serviços de TI tem a inovação impregnada em seu DNA, mas ela precisa ser permanentemente fomentada. “Um produto inovador não é inovação. Inovação não existe sem estratégia. Inovação é algo muito mais complexo e completo. A Softex entende que inovação é formada por uma tripla hélice: tecnologia, mercado para a adoção dessa tecnologia e entrega de valor”, destaca Ruben Delgado, presidente da Softex.

Justificando as razões que motivaram a Softex a lançar o TI de Impacto, Ruben lembra a queda das empresas de TI no ranking de inovação da PINTEC e cita os recentes resultados da pesquisa do Índice Global de Inovação 2013 (Global Innovation Index – GII), que colocou o Brasil em 64ª posição – seis posições abaixo da edição de 2012 – atrás do Chile (46º), Uruguai (52º), Argentina (56º) e México (63º). O GII é produzido anualmente pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), instituto Insead e Universidade Cornell e em sua edição 2013 relaciona 142 países.


“O desenvolvimento de ambientes inovadores gera valor econômico e social, melhora o posicionamento competitivo das empresas e contribui para a criação de empregos de melhor qualidade, além de aumentar a eficiência produtiva e o crescimento sustentado do País”, complementa.

Para o presidente da Softex, é essencial para uma companhia deste setor tão dinâmico saber se reinventar constantemente. “Com esse programa queremos fazer com que a TI brasileira pense em termos globais, tendo a consciência de que a inovação não é um ato solitário”, conclui, destacando como exemplo o Vale do Silício, na Costa Oeste dos Estados Unidos, “onde há uma união entre a audácia e a colaboração, permitindo que a inovação ocorra de forma permanente”.

Projetos da Celepar são finalistas ao Prêmio CONIP 2014

Antecipar tendências no uso da Tecnologia da Informação (TI) pelos governos tem sido, desde 1994, a proposta do CONIP – Congresso de Informática e Inovação na Gestão Pública. Principal evento de governo eletrônico do país, o CONIP chega à 20ª edição mantendo a tradição de trazer, em primeira mão, temas que pautarão a agenda dos gestores de TI nas esferas municipais, estaduais e federal nos próximos anos.

O evento deste ano será realizado nos dias 13 e 14 de agosto em São Paulo, e contará com mais de 100 palestrantes, entre eles, o presidente da Celepar, Jacson Carvalho Leite. Serão debatidos, entre outros, temas como big data, soberania digital e governo aberto.
A Celepar concorre ao Prêmio CONIP 2014 pela elaboração de ações que colaboram com a administração pública do Paraná. A companhia será representada com três soluções que atendem diversas áreas de interesse da população. Os finalistas são os projetos Espaço Cidadão, o Sistema de Desembaraço Eletrônico (DEIM) e o Sistema de Registro Criminal (SRC).

Os projetos

O Espaço Cidadão, criado para o Governo do Estado e coordenado pela Secretaria para Assuntos Estratégicos, recebe da Celepar a infraestrutura de acesso aos serviços públicos para o cidadão, além do acesso gratuito e sem restrições à internet. São 340 unidades do Espaço ativas em 313 municípios paranaenses, que funcionam em parceria com os municípios e diversos órgãos públicos. Outra inovação do projeto é o programa de aperfeiçoamento profissional. A iniciativa é uma parceria com instituições de ensino profissional como o SENAR, SENAI e SENAC que oferecem cursos e palestras presenciais e a distância.

Outro projeto finalista do Prêmio CONIP é o Sistema de Desembaraço Eletrônico (DEIM) elaborado pela Celepar em parceria com a Secretaria de Estado da Fazenda . O projeto facilita a relação entre o importador e a Receita Estadual, automatizando e padronizando os procedimentos executados pelas partes. A agilidade oferecida pelo programa auxilia os funcionários da alfândega e o trabalho de auditores fiscais no recolhimento do ICMS.

O Sistema de Registro Criminal (SRC) é integrado ao Sistema de Identificação Civil (SIV) e fornece dados atualizados de indicativos criminais. A plataforma fornece a impressão de Atestados de Antecedentes Criminais nos postos de atendimento do Instituto de Identificação do Paraná. A possibilidade de fornecer esses dados auxilia tanto em investigações policiais, quanto nas demandas de cidadãos que precisem dessas informações atualizadas.

CONIP

O Congresso de Informática e Inovação na Gestão Pública (CONIP) é reconhecido como o principal fórum de inovação que aponta as tendências de uso de tecnologias voltadas à gestão pública nas esferas municipais, estaduais e federal.

Prêmio

Em reconhecimento aos projetos de TI que levam às boas práticas de gestão pública, o Prêmio CONIP 2014 de Excelência destaca as melhores iniciativas que buscam aprimorar os serviços prestados ao cidadão. Nesta edição, 17 projetos concorrem ao prêmio, selecionados entre os mais de 150 inscritos.

Fonte: Celepar

Termina a greve na Celepar

Em assembleia encerrada no final da tarde de hoje (18), os empregados da Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) aceitaram a contraproposta da empresa. O reajuste salarial será o mesmo que o Governo do Estado concedeu aos servidores públicos.

Os serviços que a companhia presta à população e à administração estadual foram operados normalmente durante a paralisação de dois dias. A Celepar responde pelo desenvolvimento de soluções de inteligência às secretarias de Estado e suas vinculadas.

Fonte: Celepar

Governo e prefeitos assinam protocolo para implantar o Rede 399

O secretário estadual de Assuntos Estratégicos, Edson Casagrande, prefeitos e técnicos responsáveis pelos sistemas de informática dos municípios do Paraná assinaram nesta quarta-feira (26), em Curitiba, protocolos de intenções para a implantação do programa Rede 399 – Internet para Todos. Os 37 documentos assinados representam o primeiro passo para o processo de instalação do serviço e a oferta de internet banda larga de qualidade aos municípios.

“É um projeto inovador, simples e de baixo custo. Após a assinatura dos protocolos já passamos as orientações para os municípios e provedores para a licitação do serviço. O governo idealizou este programa para evitar os entraves burocráticos que muitas vezes fazem um projeto público não desenvolver”, afirmou o secretário Edson Casagrande.

Por meio de incentivos, como a isenção de impostos e financiamentos a juros baixos, o Governo do Estado pretende incentivar a modernização da gestão pública nas prefeituras e levar internet de qualidade à maior parte dos cidadãos. “A compra de equipamentos e a instalação do serviço é feito por meio de uma linha de crédito com juros subsidiados, com longo prazo de pagamento. Além disso ofertamos gratuitamente suporte técnico e software de gestão aos municípios”, destacou Edson Casagrande.

De acordo com ele, 366 municípios paranaenses têm menos de 25% da população com acesso à internet. Além disso, com uma rede de banda larga as cidades terão acesso a serviços como Internet Wifi, Telefonia VoiP, Tevê a cabo, serviços de monitoramento, entre outros.

O prefeito de Matinhos, Eduardo Dalmora, afirmou que desde o lançamento do programa, em dezembro do ano passado, realizado pelo governador Beto Richa, o município desenvolveu um plano de trabalho para a implantação do Rede 399. “É um presente que o governo dá para o município. Matinhos dará um salto na área tecnológica com abrangência em todos os órgãos municipais e todos os bairros”, disse.

Mauro Paulek, prefeito de Mariópolis, reforçou que o serviço é fundamental para os pequenos municípios, principalmente aos que têm dificuldades para a instalação de internet banda larga. “Vamos atender as necessidades dos bairros, prefeitura, departamentos públicos, escolas e comunidade”, afirmou.

“A internet banda larga é uma ferramenta importante, nosso município precisa de tecnologia e assim nossa população terá mais acesso à informação e às redes sociais”, afirmou o prefeito de São Jorge do Oeste, Gilmar Paixão.

O prefeito de São João, Altair José Gasparetto, ressaltou ser importante ofertar à população mais carente uma internet de qualidade, ajudando todos os moradores. “Sabemos que a internet é fundamental para o desenvolvimento de um municípios de das pessoas”.

PROGRAMA – O programa foi desenvolvido pela Secretaria para Assuntos Estratégicos, em parceria com a Celepar (Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná), e apoio da Agência de Fomento do Paraná.

O presidente da Celepar, Jacson Carvalho Leite, apontou que a Celepar tem um trabalho intenso na área de conectividade com mais de 5.500 mil pontos de acesso no Estado interligados com as administrações municipais e 10 núcleos regionais que estão à disposição das prefeituras e cidadãos para auxiliarem no processo. “A nossa preocupação, também, é ir em direção à comunidade, ao cidadão que mais precisa utilizar a internet”, disse Leite.

COMO FUNCIONA – Com a Rede 399 o governo pretende disseminar o uso de internet banda larga nas cidades paranaenses. Hoje, a fibra óptica da Copel está presente nos 399 municípios do Estado, com pelo menos um ponto de ligação. A ideia é que provedores locais – ou Serviços de Comunicação Multimídia Locais (SCM) –, incentivados pelas próprias prefeituras, ampliem o serviço.

Os provedores terão redução de 95% no ICMS cobrado de mercadorias adquiridas para implantar a rede (desde que sejam fabricadas no Paraná). Eles também contarão com financiamentos da Fomento Paraná, com juros abaixo do preço de mercado, para facilitar a realização dos projetos. As prefeituras, por sua vez, podem requerer recursos do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), por meio de programas que incentivam a modernização da gestão pública.

BENEFÍCIOS – O cadastro de projetos para a Rede 399 pode ser feito tanto pelas prefeituras – que podem licitar o serviço de banda larga – como por empresas provedoras, legalmente autorizadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), interessadas na oferta.

Um dos requisitos para a aprovação dos projetos é que todos os órgãos públicos na cidade sejam interligados pela rede de banda larga para criar uma moderna rede de gestão pública, com serviços online e integrados. As prefeituras também poderão disponibilizar internet gratuita em locais públicos, como praças, escolas e locais de grande aglomeração.

Fonte: Governo do Paraná

Celepar nega invasão a e-mails

Fonte: Gazeta do Povo

A Companhia de Tecno­logia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) negou, ontem, que tenha invadido os e-mails das forças de segurança do estado. No domingo, a Gazeta do Povo mostrou que documentos sigilosos revelam que um “usuário secreto” teve acesso a várias contas de e-mail das polícias Científica, Militar e Civil, contrariando os argumentos da Companhia.

A Celepar alega que há uma análise técnica no histórico de acesso às contas, realizada no mesmo dia em que a reportagem saiu, que comprovaria que não houve invasão. A Companhia afirma que “um representante da área de Segurança Pública do Estado” acompanhou a análise. A nota ainda afirma que não há reclamação de usuários sobre tal violação. “Não existe ‘usuário secreto’. A conta de e-mail mencionada pela imprensa é de Administração do Sistema de e-mails Expresso e está em uso desde 2004. Sua finalidade é de gestão do serviço”, diz a nota da Companhia. Leia a reportagem completa em http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=1444706&tit=Celepar-nega-invasao-a-e-mails

Novo Data Center: serviços do Governo do Estado na internet já estão disponíveis

Os sites e serviços do Governo do Estado estão disponíveis desde as duas horas da manhã desta segunda-feira (23). A complexa operação de migração de equipamentos para o novo Data Center da Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), iniciada às 18h de sexta-feira (20), foi concluída com dez horas de antecedência. A previsão era que os sites estariam fora do ar até o meio-dia de hoje (23).

A operação incluiu a transferência de 750 equipamentos para uma nova sala cofre. Com o novo espaço, o Paraná passa a ter estrutura compatível com padrões internacionais de segurança e disponibilidade, garantindo a integridade do conjunto de sistemas informatizados que atendem a toda a administração.

Para a população, isso significa maior segurança e disponibilidade das informações do Governo do Estado.

Os serviços mais acessados pelos paranaenses estão nos portais do Detran e da Secretaria da Fazenda.

Fonte: Governo do Paraná

Cloud Computing é “questão de tempo” para empresas de TI

A Celepar – Companhia Paranaense de Tecnologia da Informação e Comunicação sediou o Seminário Computação em Nuvem no Brasil: Aspectos Técnicos e Regulatórios. O evento reuniu empresários, técnicos e acadêmicos, que acompanharam um debate de especialistas e uma palestra de Raimundo Nonato da Costa, diretor nacional de tecnologia para o setor público da Microsoft Brasil. O presidente da Assespro-PR Sandro Molés da Silva ressaltou que trabalhar na nuvem é “questão de tempo” para as empresas de TI brasileiras. Acompanhe a reportagem do programa de tv Valor Agregado e uma entrevista especial com o palestrante.

Evento: Computação em nuvem no Brasil

Acontece dia 6 de junho, na Celepar, em Curitiba, o evento “Computação em Nuvem no Brasil – Aspectos Técnicos e Regulatórios”. Promovido pela ASSESPRO – Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação, vai contar quatro palestras. Raimundo Nonato da Costa, diretor nacional da Microsoft para o setor público vai falar sobre aspetos econômicos e regulatórios. Em seguida acontece a palestra “Computação em Nuvem – Visão Serpro”. Depois é a vez de Luís Mário Luchetta, presidente nacional da Assespro e, atualmente, presidente do ICI – Instituto Curitiba de Informática , seguido pela fala de Roberto Luciano Clementi, diretor de operações da empresa Sofhar.

O evento é voltado para lideranças políticas, empresários da iniciativa privada, juristas, advogados e estudantes.
Para maiores informações: 41 3337 1014 ou assespro@assespropr.org.br

Sistema permite acompanhamento fiscal de contribuintes em tempo real

A Secretaria da Fazenda apresentou nesta semana para delegados e auditores do fisco paranaense o Sistema de Gerenciamento e Fiscalização Setorial (SiGeF7), que permite acompanhamento em tempo real das movimentações dos principais contribuintes do Paraná.

Desenvolvido por técnicos da Receita Estadual e da Companhia de Informática do Paraná (Celepar), o sistema é inédito no Brasil e dará mais agilidade e eficácia ao trabalho dos auditores da Inspetoria Geral de Fiscalização (IGF).

A nova ferramenta fará o acompanhamento de 3.819 empresas, que representam 1,38% das existentes no Estado e correspondem a 11.051 estabelecimentos. São grandes empresas, responsáveis por 85,49% do total de saldos devedores, 85,86% do total de saldos credores e 80,87% do total dos recolhimentos efetivos de ICMS. Leia mais…