Paranaenses lançam livro sobre ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

“Ensinar as gerações futuras, pois eles são o futuro” foi a frase emblemática do lançamento do livro “Políticas Públicas e Práticas Educacionais – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS 2030”, que ocorreu no último dia 17, em Araucária, Paraná. A frase, dita por uma das autoras, Monaliza Haddad, doutora em Educação e pós-doutora em Direitos Humanos, reforça a importância da luta pela conquista dos objetivos em menos de dez anos. 

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, parte fulcral da nova obra, fazem parte da Agenda 2030, adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável Mundial. É composta por 17 objetivos e 169 metas. Dentre eles,  o objetivo 4, que diz respeito a Educação de Qualidade, tem como principais metas: “garantir que todas as meninas e meninos completem o ensino primário e secundário gratuito, equitativo e de qualidade; acesso a um desenvolvimento de qualidade na primeira infância, cuidados e educação pré-escolar; igualdade de acesso para todos os homens e mulheres à educação técnica, profissional e superior de qualidade, a preços acessíveis, incluindo universidade”, entre outros. 

De acordo com o portal ODS Brasil, do Governo e operado juntamente com o IBGE -Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e pela Secretaria Especial de Articulação Social, de 247 indicadores que mostram a produção nacional por objetivo, o Brasil tem produzidos 81 até agora. No objetivo em questão do livro, Educação de Qualidade, que totalizam 12 indicadores, o país conta com 4 produzidos.  

“Ainda temos um longo caminho para percorrer em relação a educação brasileira. Com a publicação desse livro, o que nós queremos é deixar esse objetivo e a meta mais próximos e menos abstratos pra quem está no lugar mais importante da nossa educação: dentro de sala de aula”, afirma Rosilene Caetano Lago, co-autora da obra e Mestre em Educação. Ela complementa com “a educação ocorre entre o professor e cada aluno de sua turma. O que resta às políticas públicas é deixar essa relação com mais qualidade, respeito e recursos. É essa a nossa luta”. 

O livro, prefaciado por Pedro Garrido Rodriguez, doutor pela Universidade de Salamanca, está dividido em 4 capítulos e traz também sugestões de atividades para que os profissionais de educação brasileiros comecem a pôr em prática no momento de ensino. A obra está à venda de forma física no Instituto Aprendizagem e Desenvolvimento – IAD e pela Amazon.  

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.