Dia dos Namorados: 3 dicas para comprar com segurança na internet

Dia dos Namorados: 3 dicas para comprar com segurança na internet

Especialista orienta os consumidores para que a alegria de presentear a pessoa amada não se transforme em pesadelo cibernético


Comprar on-line tornou-se a opção de incontáveis brasileiros que buscam, além de praticidade, manter-se seguros contra o Coronavírus. Afinal na compra à distância não há contato físico, e é possível, ainda, enviar o presente para qualquer lugar do mundo no mesmo momento em que se está adquirindo o produto. Seria perfeito se não existissem os cibercriminosos que aproveitam, especialmente, as datas comemorativas e que impulsionam o comércio, para aplicarem golpes virtuais.

Veja as dicas do especialista em segurança digital e consultor técnico da Certisign, Márcio D’avila.

1. Vai usar o Pix Cobrança?

Nesta modalidade, o pagamento acontece instantaneamente por meio de um QR Code. “É importante ter um antivírus no celular e, ao scanear o código, verificar atentamente todos os dados, como o nome da pessoa/empresa e valor antes de efetivar a operação. Também é imprescindível, observar se o site para qual você foi direcionado está protegido pela criptografia de dados de um Certificado SSL emitido, de fato, para a empresa em questão”.

Segundo D’avila a maioria dos golpes pode ser identificada apenas observando as informações da transação. Ele explica que é possível identificar um site seguro pela presença de um cadeado na barra do navegador, a letra S no HTTP, ficando HTTPS, e o selo de segurança, que geralmente é fixado no rodapé da página. Ao observar esses sinais, clique no cadeado ou no selo e verifique as informações. “Se a loja for abc.com.br e o SSL tiver sido emitido para cba.com.br, é provável que o site seja falso e, ao continuar a operação, seus dados poderão ser roubados”.

2. Cuidado para não ser pescado!

Nas altas temporadas de compras, os ataques de phishing são ainda mais recorrentes. A isca? Promoções fabulosas que são enviadas por e-mail e mensagens, e ao clicar no link, seus dados podem ser roubados. “Recebeu uma promoção? Não se deixe enganar pela aparência. Muitos criminosos fazem cópias de e-mails e sites idênticas a de lojas consagradas. Verifique o remetente, se há erros de digitação… Se tudo parecer ok, ao clicar no link, antes de preencher formulários ou efetivar a compra, veja se o site é seguro”.

Aqui valem as mesmas dicas do item anterior: verifique se há um cadeado no navegador e um selo de segurança. Clique e confira as informações.

3. Selfie no aplicativo

Escolheu o presente e chegou a hora de se identificar para concluir a compra? Observe se há a opção de utilizar a biometria facial no lugar do login e senha, porque dificulta o roubo de dados. “A biometria identifica por meio dos traços do rosto, e cada rosto é único”, afirma.

O especialista explica que a identificação biométrica, atualmente, é capaz de detectar até mesmo o uso de máscaras hiper-realista. “Por meio da funcionalidade, baseada em inteligência artificial, chamada Liveness, é possível detectar se por trás da imagem há vida e, portanto, que não se trata de uma foto, por exemplo, ou de alguém usando uma máscara. Esses avanços têm permitido que cada vez mais serviços sejam ofertados na internet com total segurança, mesmo os que têm alta criticidade”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *