Como melhorar a comunicação entre gestores e colaboradores em 2021

Por Felipe Hotz, CEO da Comunica.in

Já em 2021, ficam cada vez mais evidentes as mudanças que 2020 trouxe para o Brasil e o mundo. Sem dúvidas, a digitalização dos processos foi um dos fatores que se destacou positivamente neste ano, seja no âmbito do trabalho, da educação, da saúde ou até mesmo da alimentação. Segundo o presidente do Google no Brasil, Fabio Coelho, a pandemia impulsionou a digitalização do consumo no país, fazendo com que os brasileiros perdessem o medo da intermediação digital, tanto para compras online quanto para o trabalho remoto.

De acordo com pesquisa da ISE Business School, no início da pandemia, cerca de 51% das empresas não estavam preparadas para trabalhar em home office, mas após o choque da pandemia e do isolamento social, o número de gestores que aprovam esse modelo é de 80%. Além disso, o mesmo estudo ainda revela que o modelo mais flexibilizado melhora a produtividade dos colaboradores, a autodisciplina e a confiança dos gestores em cada membro da equipe.

Essa é apenas uma das pesquisas que revelam o sucesso do home office ou do modelo híbrido de trabalho nas instituições. E neste cenário, outro ponto que vem se mostrando extremamente necessário é o papel do profissional de comunicação dentro das empresas. Mais do que nunca, foi preciso que os comunicadores fizessem parte da tomada de decisões estratégicas do meio corporativo e fossem ponto de ligação entre os setores mais importantes da empresa e os colaboradores, mostrando-se um fator prioritário para as operações das empresas.

Para nos prepararmos para manter equipes engajadas e impulsionar o desempenho, é importante observar as tendências inauguradas durante o último ano e aquelas que devem se intensificar para 2021:

Inovação e valorização da comunicação interna

Com a pandemia, empresas e colaboradores compreenderam a necessidade de uma comunicação interna de qualidade e assertiva. Uma pesquisa feita pela Gatehouse, da Gallagher Comunicação, em 45 países com mais de mil empresas revela que 83% delas já mantém um colaborador dedicado na função de comunicação em sua organização, o que indica boas intenções dentro das organizações para profissionalizar a atividade e garantir que ela não seja deixada à margem nos períodos de maior movimento.

Isso explica o aumento na valorização da área enquanto ferramenta para melhorar os fluxos de trabalho. Esse reconhecimento aconteceu tanto por meio da inovação por parte de organizações que não valorizavam esse trabalho, quanto como aperfeiçoamento por parte de outras que já investiam em CI.

Em meados de março de 2020, as rotinas de trabalho precisaram mudar drasticamente e as empresas que já trabalhavam seus fluxos de comunicação e contavam com planos de contingência de crise conseguiram fazer a adaptação de maneira muito mais suave. Os colaboradores já conheciam os canais corretos onde deviam buscar informação e essas empresas tiveram a oportunidade de conhecer os benefícios de uma estratégia contínua.

Já empresas que ainda não estavam preparadas, perceberam o gap na interação com colaboradores e compreenderam que, nos dias atuais, não é viável contar apenas com o contato presencial para construir um relacionamento com o time.

Comunicação: a chave para o trabalho remoto

Apesar de muitas empresas estarem ansiosas pelo retorno total das atividades presenciais, é indiscutível que o home office veio para ficar, já que, com o isolamento social, diversos lugares passaram a enxergar a modalidade remota com outros olhos. Além de tirar o estigma a respeito da produtividade, que em muitos casos foi mais alta no home office do que era no presencial, também apresentou vantagens financeiras, uma vez que as empresas conseguiram continuar funcionando, mesmo longe de suas estruturas físicas robustas (e caras). No entanto, quando tiramos o fator ambiente da equação, precisamos acrescentar novas estratégias capazes de gerar o mesmo nível de interação à distância. Aqui entra a comunicação interna, desenvolvendo novas estratégias que fomentem o engajamento através de novos canais digitais, que cheguem a todos, sem distinção.

Aumento da presença digital

A flexibilização do trabalho presencial somada ao modelo remoto praticamente impõe que os fluxos comunicacionais sejam transportados para o mundo digital. Isso se aplica a canais de comunicação, ferramentas de interação entre equipes, soluções para gestão de projetos e de acompanhamento de tarefas. A mesma pesquisa, mencionada anteriormente, da Gatehouse Comunicação, mostra que as plataformas que permitem mensagens móveis, compartilhamento de vídeos e fotos, por exemplo, são muito aceitas pelos colaboradores. Cerca 85% das empresas veem como positivo.

Nunca foi tão importante comunicar e manter os funcionários alinhados com todas as mudanças que ocorrem diariamente. Por isso, a tendência para 2021 é que a comunicação interna nas empresas se intensifique e seja mais prestigiada.

Presença de indicadores estratégicos

Essa não é uma tendência nova, mas deve ganhar ainda mais destaque no próximo ano. Os dados têm o poder de trazer uma visão mais estratégica para a área da CI, trazendo insights a respeito dos pontos fortes da comunicação e também oportunidades de aprimoramento. A distância física, tornou a análise de indicadores ainda mais relevante, uma vez que mensurar a performance de uma ação de comunicação se baseando na observação já não é mais possível. Essa nova maneira de analisar a CI deve continuar trazendo muitos benefícios em 2021.

Comunicando em prol da saúde dos colaboradores

Por fim, é importante pontuar outro assunto que esteve presente no mundo corporativo durante esse ano: o bem-estar dos funcionários. A comunicação interna pode ter um papel mais ativo no acompanhamento da saúde física e mental dos colaboradores, criando espaços para diálogo, fomentando conteúdos sobre prevenção de doenças e até mesmo, em parceria com a área de recursos humanos, oferecendo suporte aos colaboradores que precisarem de apoio profissional.

Desde sua fundação, o Comunica.in encoraja a transformação da área pautando temas sobre mensuração, inovação, práticas inovadoras e principalmente a transformação digital. Por isso, oferecemos 6 canais digitais 100% mensuráveis e integrados para empoderar os profissionais de CI e simplificar rotinas operacionais. E acreditamos que 2021 tem um grande potencial para ser o ano de ouro da comunicação interna.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.