Bzplan anuncia investimento na startup paranaense Eadbox

A Eadbox, desenvolvedora de software que permite a criação e distribuição de cursos online, é a terceira empresa a receber aporte da Bzplan neste ano. O investimento é o primeiro da gestora de fundos fora de Santa Catarina – a startup paranaense receberá R$ 4 milhões para aprimorar principalmente a área de Produto e Tecnologia. O objetivo é aumentar o engajamento dos alunos, melhorar a qualidade dos cursos e ampliar as vendas dos autores.

Com 85 funcionários, a Eadbox cresceu 130% no último ano. Seu sistema possibilita que as pessoas transformem, em menos de cinco minutos, seu conhecimento em um curso online. Após a construção do material, o autor pode distribuí-lo para a maior audiência possível, uma vez que a plataforma o ajudará a encontrar os alunos ideais. Segundo o CEO da startup, Nilson Filatieri, algumas empresas também estão utilizando o software para treinar suas equipes, por considerarem a ferramenta completa e fácil de usar.

“Queremos consolidar a Eadbox como a principal plataforma para compartilhamento de conteúdo profissional de alta qualidade, por isso o investimento expressivo em tecnologia e produto. Nossa intenção é sermos referência no segmento em países emergentes, onde enxergamos uma grande oportunidade de crescimento e o quanto a educação pode impactar a sociedade”, diz Filatieri.

Para Marcelo Wolowski, sócio-diretor da Bzplan, além de estar presente em um grande mercado e oferecer uma solução flexível e moderna para pequenas empresas e corporações, a Eadbox possui um time extremamente competente, que entende profundamente do setor de educação e controla muito bem as variáveis do alto crescimento. “Crescer mais de 100% ao ano não é uma tarefa simples, é preciso disciplina, motivação, competência e uma solução escalável para um grande problema de mercado. Nós identificamos todos esses elementos na Eadbox”, destaca.

A Fomento Paraná tornou-se cotista do fundo da Bzplan como forma de atrair recursos para apoiar empresas inovadoras. De acordo com o diretor administrativo e financeiro da instituição, Claudio Massaru Shigueoka, isso é parte de um esforço para captar recursos e desenvolver novos mecanismos financeiros para apoiar os empreendedores paranaenses.

“Agora estamos diante da primeira empresa do Paraná a receber um aporte de recursos do fundo. A Eadbox é um projeto de sucesso com alto potencial de crescimento e gerador de empregos de elevada qualificação. Esse investimento é um grande marco para o estado, que passou a contar com um sofisticado instrumento de fomento. O venture capital é um dos principais meios utilizados para acelerar empreendimentos nas áreas mais prósperas e inovadoras do mundo, tais como o Vale do Silício”, explica Shigueoka.

Ser uma gestora de empreendedores para empreendedores é um dos grandes diferenciais da Bzplan em relação aos demais fundos de venture capital do Brasil. Sua equipe de sócios e profissionais conta experiência comprovada em criar, crescer e vender negócios de tecnologia. Com sede em Florianópolis (SC), foi criada em 2002 a partir da experiência de seus sócios na gestão de pequenos empreendimentos inovadores e na captação de recursos financeiros – ao todo, já avaliou mais de mil projetos. No ano passado, ganhou destaque com a operação de saída de uma das empresas em que investiu: a Axado, startup líder nacional em gestão de fretes, foi vendida ao Mercado Livre por R$ 26 milhões, o que rendeu um retorno de 426% ao fundo.

Fonte: ACATE

Tags , , , , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.